R2 Formação Pedagógica

[R2 Formação Pedagógica]
  • (11) 9 8881-4774
  • (11) 9 5470-6069
  • (11) 9 6260-5574

Pedagogia é a mesma coisa que complementação pedagógica?

No momento de escolher qual curso irá se matricular para se tornar um profissional com bacharel, muitos estudantes que desejam trabalhar na área da educação confundem pedagogia com complementação pedagógica. Apesar de ambos serem do mesmo segmento, há uma importante diferença entre os cursos.

Pedagogia é a mesma coisa que complementação pedagógica?

Neste artigos vamos explicar aos interessados, qual a diferença de Pedagogia, e Complementação Pedagógica.

Pedagogia

O curso de pedagogia é uma licenciatura, que permite que o estudante, após formado, trabalhe em diversas áreas da educação.

De acordo com a atual legislação que regulamenta a carreira de Pedagogo, o curso é uma licenciatura que forma professores para atuarem na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano).

É uma graduação que disponibiliza ao profissional um excelente mercado de trabalho com variedades. Isso porque além de ter uma carreira como professor, o profissional pode optar por exercer diversas funções escolares, tais como: coordenador, supervisor, orientador pedagógico, entre outros.

Além disso o profissional pode optar por trabalhar fora das escolas, e ter uma carreira em hospitais, museus, empresas e outras áreas. Neste caso, o pedagogo irá atuar com ensino e aprendizagem, alfabetização, aperfeiçoamento, treinamento para crianças e adultos.

Complementação Pedagógica

A complementação pedagógica é um curso elaborado para aquele profissional já formado, com bacharel ou tecnólogo, em outra área mas que pode atuar como professor.

Os profissionais que realizam uma complementação pedagógica podem atuar com profissional da educação no ensino fundamental, ensino médio e também na educação profissional.

E apesar de ser um curso extremamente completo e eficiente, não é uma pós-graduação. Quem pode se matricular? O profissional que possui uma formação superior completa, que consegue atuar em uma área correlata a sua primeira formação. Por exemplo: um arquiteto formado pode se formar na complementação pedagógica em matemática.

Quer entender mais sobre ambos os assuntos? Continue acompanhando o blog da R2 Complementação Pedagógica!