R2 Formação Pedagógica

[R2 Formação Pedagógica]
  • +55 11 96275-4573
Aréa do Aluno (AVA)

Segunda licenciatura em letras libras ead

Segunda licenciatura em letras libras ead: Entenda agora mesmo porque você não pode perder essa oportunidade

Segunda licenciatura em letras libras ead

Segunda licenciatura em letras libras ead: não perca essa oportunidade

A segunda licenciatura em letras libras ead possibilita ao professor se tornar um profissional habilitado na educação da língua portuguesa por meio da linguagem de sinais. 

 

Esse é um passo importante na educação inclusiva no país, pois permite que os alunos com surdez possam estudar e obter sua formação. 

 

Além disso, a linguagem de sinais permite que o indivíduo se sinta inserido na sociedade, facilitando a comunicação diária. 

 

Atualmente o ensino da língua brasileira de sinais possui um apelo emocional, pois objetiva conceder ao deficiente auditivo as mesmas oportunidades. 

 

Criando assim uma sociedade mais justa e igualitária por meio de um diálogo inteligível para todos. 

 

Quer saber mais sobre a importância do professor nesse contexto social? Leia as informações que preparamos para você.

 

Segunda licenciatura em letras libras ead: por que essa formação é tão importante?

 

Embora o Brasil tenha cerca de 5% de sua população surda, totalizando milhões de pessoas, nem todas precisam aprender a linguagem de sinais. 

 

Pois, boa parte delas adquiriu o problema ao longo da vida. 

 

Especialmente as pessoas idosas, cujo funcionamento do sistema auditivo se tornou deficiente ao longo dos anos. 

 

No entanto, dentro desse grupo, há crianças que nasceram com a deficiência e por isso precisam da linguagem de sinais. 

 

Portanto, é necessário que os profissionais no contexto escolar estejam preparados para esse momento. 

 

A segunda licenciatura em letras libras ead é uma excelente oportunidade para o professor que deseja trabalhar com alunos surdos. 

 

A surdez não é um impedimento para que o aluno desenvolva seu intelecto e se torne um grande profissional. 

 

Portanto, a inserção da linguagem de sinais na escola desde o ensino infantil é uma forma de promover a inclusão social. 

 

O aluno se sentirá incluso ao ambiente escolar e a sociedade de uma forma geral, fortalecendo assim o senso de pertencimento. 

 

Portanto, a formação em segunda licenciatura em letras libras ead é de fundamental importância para o desenvolvimento humano. 

 

O profissional que se dedica a esse aprendizado e atuação em sala de aula deixará marcas importantes na vida dos seus alunos. 

 

Por que escolher a formação ead?

 

A segunda licenciatura em letras libras ead é indicada especialmente para quem atua em sala de aula. 

 

Ou seja, para quem já possui formação em licenciatura, mas deseja se especializar no ensino de letras por meio da linguagem brasileira de sinais. 

 

Por se tratar de uma segunda graduação no segmento educacional, há grandes chances de o profissional já atuar em sala de aula. 

 

Pois, a demanda na área da educação é crescente, o que possibilita que os profissionais consigam emprego com maior facilidade.

 

Diante desse cenário, é bem provável que o professor não disponha de tempo para voltar para a sala de aula. 

 

O que demandaria tempo e recursos, pois além das mensalidades do curso, há despesas relacionadas ao transporte, alimentação, entre outras. 

 

No entanto, mesmo diante dessa situação, é possível fazer a segunda licenciatura em letras libras ead. 

 

A modalidade de ensino à distância é bastante vantajosa, especialmente pela flexibilidade e praticidade para estudar. 

 

Além disso, para ofertar o curso, as instituições têm menos despesas. 

 

Essa redução é transferida para os alunos. 

 

Que por sua vez, pagam mensalidades com valores reduzidos.

 

Ou seja, no contexto geral há uma redução de gastos consideráveis, que facilitam o acesso a uma nova formação. 

 

Segunda licenciatura em letras libras ead: vantagens de optar por essa formação

 

Participar ativamente da valorização das políticas públicos para atendimento às crianças com surdez

 

A Agência Brasil publicou em seu site informações relevantes relacionadas à porcentagem de surdos no país.

 

Em outubro de 2019, o Brasil tinha cerca de 10,7 milhões de pessoas com algum tipo de comprometimento da audição. 

 

Sendo que 2,3 milhões sofrem com deficiência auditiva severa. Desse total, 15% são surdos de nascença.

 

Da porcentagem total apresentada, não há perspectiva de cura, uma vez que problemas de audição se agravam com o passar do tempo. 

 

Sendo assim, a estimativa é que o Brasil tenha em 2050 mais de 900 milhões de pessoas com deficiência auditiva. 

 

Essa condição se deve ao fato de que, o envelhecimento é uma das causas da surdez, que vai se agravando com o passar do tempo. 

 

As pessoas que sofrem com surdez ao longo da vida normalmente aprenderam a se comunicar desde a infância. 

 

Mesmo que seja com certo grau de deficiência. 

 

No entanto, os indivíduos que nasceram surdos, certamente enfrentam grandes problemas na vida escolar e profissional. 

 

Para ajudar a mudar a situação, nos dias atuais existem políticas públicas especialmente criadas para atender os surdos. 

 

O Ministério da Educação instituiu o Instituto Nacional de Educação de Surdos. 

 

Embora ele exista há décadas, em 2017 intensificou as ações para atender um público especial, os surdos. 

 

Uma das iniciativas foi o lançamento do aplicativo Jornal Primeira Mão. 

 

Uma forma de conceder acesso às principais notícias do país e do mundo por meio da linguagem de sinais. 

 

A partir de 2013 toda a programação do canal TV Escola passou a ser produzida e exibida na linguagem de sinais. 

 

Uma forma de integrar os públicos e promover a igualdade entre todos. 

 

Teste da orelhinha para comprovar surdez 

 

De acordo com as informações da Agência Brasil, 2,3 milhões de pessoas sofrem com surdez severa no Brasil. 

 

Sendo que, 15% desse total nasceram surdas. 

 

Dentro das políticas de atendimento às crianças com surdez, está o teste da orelhinha. 

 

No Brasil, ele começou a ser feito a partir de 2010, em todos os recém-nascidos. 

 

Uma forma de diagnosticar o problema de forma precoce e preparar a família para uma nova realidade. 

 

Inclusive, esse é o momento de todos se unirem para aprender a linguagem de sinais. 

 

Além disso, é preciso se preocupar com a questão escolar desde o ensino infantil. 

 

Essa é uma forma de demonstrar respeito e promover a inclusão social. 

 

Para os indivíduos que desenvolveram problemas de audição com o tempo, é preciso estar atento aos sinais. 

 

Se a criança ainda não desenvolveu a fala por completo, provavelmente terá que aprender a se comunicar pela linguagem de sinais. 

 

É importante fazer o acompanhamento com profissional. 

 

E assim, não haja comprometimento do desenvolvimento educacional da criança. 

 

Colaborar com o processo de ensino-aprendizagem para surdos

 

A segunda licenciatura em letras libras ead  tem como objetivo preparar o profissional para atuar em sala de aula. 

 

A grande vantagem é que a preparação é destinada a um público especial. 

 

Mas que possui a mesma capacidade cognitiva que os demais. 

 

Portanto, o professor tem um papel fundamental no processo ensino -aprendizagem. 

 

Ele é o facilitador da comunicação, o que contribui para que o aluno possa assimilar todo o conteúdo ensinado.

 

Contribuindo assim para uma formação de qualidade, à despeito de sua deficiência, pois ela não é um impeditivo para a aprendizagem.

 

A segunda licenciatura em letras libras ead oferece as mesmas disciplinas do curso presencial. 

 

Portanto, o profissional que opta pelo ensino à distância terá a mesma base de conhecimento do ensino presencial. 

 

No entanto, terá a vantagem de fazer um curso flexível, que se adapta à sua rotina. 

 

Após a conclusão, ele estará apto a ensinar a língua brasileira com suas regras por meio da linguagem de sinais. 

 

Obter uma formação específica

 

A segunda licenciatura em letras libras ead é indicada para quem deseja trabalhar com os alunos que apresentam surdez. 

 

Aprender a linguagem brasileira de sinais é algo que está acessível a todos.

 

No entanto, para ensinar letras libras é preciso que o profissional esteja devidamente preparado.

 

Por isso, é importante que o professor que deseja trabalhar com alunos com surdez faça a segunda licenciatura em letras libras ead. 

 

Essa é uma forma de obter a preparação adequada, pois, o profissional estará totalmente preparado para exercer essa função. 

 

A estrutura curricular do curso é construída tendo como base as necessidades dos alunos e a devida abordagem. 

 

Além disso, o profissional conhecerá de forma mais profunda as políticas públicas desenvolvidas para atender as necessidades da pessoa com deficiência auditiva. 

 

Certamente, que os conteúdos específicos da própria língua portuguesa serão abordados. 

 

Preparando assim, o profissional para que ele possa atuar com segurança em sala de aula. 

 

Conclusão

 

Para que a sua formação seja completa é importante escolher uma instituição comprometida com o desenvolvimento educacional no país. 

 

Além disso, ela precisa ter experiência na formação de profissionais da educação.

 

Por isso, na hora de escolher a faculdade para cursar a segunda licenciatura em letras libras ead é importante estar atento a esses detalhes. 

 

Verifique se a equipe pedagógica possui vivência escolar na rede pública e privada, especialmente na educação de surdos. 

 

Dessa forma, eles estarão aptos para auxiliar os novos professores.

 

A R2 Formação Pedagógica é uma das mais conceituadas no Brasil, com mais de 8 anos de experiência na formação de professores. 

 

Sendo assim, estamos preparados para oferecer o melhor atendimento e a melhor formação para os nossos alunos. 

 

Entre em contato ainda hoje para conhecer nossa segunda licenciatura em letras libras e faça sua matrícula.

 

Nossa equipe está preparada para responder todas as suas dúvidas. 

 

Entre em contato



 

 

 

Contato via Whatsapp